segunda-feira, 24 de julho de 2017

Carta do Pe. Boulad ao Papa Francisco sobre o Islã: “os cristãos esperam de vós algo mais que declarações vagas e inócuas”

Papa Francisco reza com líder islâmico na ex-catedral Hagia Sophia, Constantinopla, arrancada pela força pelos invasores turcos
Papa Francisco reza com líder islâmico na ex-catedral Hagia Sophia, Constantinopla,
arrancada pela força pelos invasores turcos
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs







Numa entrevista ao “National Catholic Register” o Pe. Henrique Boulad, ex-provincial dos jesuítas no Egito, comentou a carta que enviou em agosto ao Papa Francisco, sobre a sua posição tolerante em relação a esse inimigo da Civilização Cristã:

“Parece-me que sob o pretexto de abertura, tolerância e caridade cristã, a Igreja Católica caiu na armadilha da ideologia esquerdista liberal que está destruindo o Ocidente.

“Qualquer coisa que não se compagine com essa ideologia é imediatamente estigmatizada em nome do ‘politicamente correto’.

“Muitos pensam que algumas de vossas posições estão alinhadas com essa ideologia e que vós ides, por complacência, de concessões em concessões, de compromissos em compromissos, às expensas da verdade.”

Prossegue o Pe. Boulad em sua advertência:

“O Ocidente está num total fracasso ético e moral, religioso e espiritual.

“E não é relativizando a dolorosa realidade que se ajudará essas sociedades a emergirem de sua confusão.

“Defendendo o Islã a todo custo e procurando exonerá-lo dos horrores cometidos em seu nome todos os dias, se acabará por trair a verdade.”

Argumenta ainda o jesuíta:

“Jesus nos disse: ‘a Verdade vos tornará livres’. Foi porque Ele recusou qualquer compromisso a esse respeito que sofreu o destino que O aguardava.

“Seguindo-O, um sem-número de cristãos preferiu o martírio ao compromisso. É o caso até hoje, no Egito e em muitos outros lugares.”

Pe. Boulad SJ: “seguindo Jesus, um sem-número de cristãos preferiu o martírio ao compromisso”
Pe. Boulad SJ: “seguindo Jesus, um sem-número de cristãos
preferiu o martírio ao compromisso”
O Pe. Boulad insiste:

“Com extrema fragilidade, os cristãos — tanto do Leste quanto do Oeste — estão esperando de vós algo mais que declarações vagas e inócuas que podem obscurecer a realidade.

“Vosso predecessor, o Papa Bento XVI, teve a coragem de tomar uma posição clara e sem ambiguidade.

“Sua atitude levantou [contra ele] uma grande oposição e conquistou-lhe muitos inimigos.

“Mas a confrontação franca não é mais salutar que um diálogo baseado no compromisso?”.

O arguto jesuíta, fazendo a distinção entre ”promotores da paz” e “pacifistas”, diz estas severas palavras ao Sucessor de Pedro:

“Já é hora de emergir de um silêncio vergonhoso e embaraçado em face desse Islamismo que ataca o Ocidente e o resto do mundo.

“Uma atitude sistemática e conciliatória nossa é interpretada pela maioria dos muçulmanos como sinal de medo e fraqueza.

“Jesus nos disse: Bem-aventurados os que promovem a paz, e não: Bem-aventurados os pacifistas. Paz a qualquer preço é pura e simplesmente uma traição à verdade.”



Pe. Boulad SJ: “Nós vamos para uma confrontação, uma conflagração!”






GLÓRIA CASTELOS CATEDRAIS ORAÇÕES HEROIS CONTOS CIDADE SIMBOLOS
Voltar a 'Glória da Idade MédiaCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVALJOIAS E SIMBOLOS MEDIEVAIS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.