segunda-feira, 23 de junho de 2014

São Bernardo recomenda os cavaleiros templários ao Patriarca de Jerusalém

Crak dos Cavaleiros, fortaleza cruzada na Síria
Crak dos Cavaleiros, fortaleza cruzada na Síria
O Patriarca de Jerusalém havia escrito várias cartas a São Bernardo cheias de manifestações de amizade. O santo lhe responde em 1135 e recomenda-lhe os cavaleiros do Templo:

Após ter recebido tantas cartas de Vossa Grandeza patriarcal, eu passaria como um ingrato se não vos respondesse. Mas devolvendo-vos os cumprimentos que me tendes enviado, terei eu feito tudo o que devo?

Vós me tendes alertado por meio de vossas amáveis iniciativas, tendes vos dignado a tomar a iniciativa de me escrever para além dos mares, dando-me assim a prova tanto de vossa humildade quanto de vossa amizade.

Como poderia eu responder-vos à mesma altura?

Eu não sei absolutamente o que fazer para vos retribuir convenientemente, sobretudo agora, quando concedeis uma parte do maior tesouro do mundo enviando-me um fragmento da verdadeira Cruz de Nosso Senhor.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Estímulos de São Bernardo a seu tio André, cavaleiro do Templo

Estímulos de São Bernardo a seu tio André, cavaleiro do Templo
Estímulos de São Bernardo a seu tio André, cavaleiro do Templo
São Bernardo deplora o lamentável resultado da II Cruzada e manifesta a seu tio o desejo de vê-lo.

l. Eu estava no leito pela doença, quando recebi vossa última carta. E não saberia vos dizer com quanta pressa eu a recebi, com quanta felicidade a li e reli; mas quão mais feliz eu teria sido se voltasse a vos ver.

Sim, a vós! Vós me testemunhais o mesmo desejo, expondo-me os temores que vos inspiram o estado do país que o Senhor honrou com sua presença, assim como os perigos que ameaçam a cidade regada com seu sangue.

Oh! Desgraça para os nossos príncipes cristãos! Eles nada de bom fizeram na Terra Santa, apressando-se a voltar a seus países apenas para se entregarem a toda espécie de desordens insensíveis à opressão de José.

Impotentes para o bem, infelizmente eles são poderosos demais para o mal.